Mona dya Kidi - Esperança (24h) (Track Dowload)



Esta música de Mona dya Kidi dispensa comentários. Apenas oiçam mais uma trilha sonora que fará parte da colectânea denominada EXTR_ACÇÃO.

Artista: Mona dya Kidi
Tema: Esperança (24h)
Colectânea: Extr_acção Vol I
Verso 1:
Eyó tick tack e o ponteiro do relógio prossegue
Diz-me! Em 24h que da vida consegues?
Precisas ser breve, não seja molenga, sunga
Fecunda felicidade a quem te circunda
Brigas na relação nunca foi surpresa
E tempestades por vezes dão-te certeza de quão coesa…
É a relação que tens com os que comungam a mesma mesa
Precisas relaxar! Vais perceber mais tarde
Que trabalhar 24h/dia não é assiduidade
Vais dar aos teus melhores condições, lindos presentes
Mas pensa! Família é bênção. Teus filhos pedem presença
És escuridão de ti próprio e também luminosidade
Necessidade nem sempre é uma prioridade
Desconheço a autoria da teoria que te vou dizer
“O Recurso Material torna a coisa possível
Mas é o Recurso Humano que dá vida e faz a coisa acontecer”
Refrão: 2x
Diz-me: Do topo a base, da base ao topo, quem é tão alguém que nunca precisou de ninguém?
Diz-me: Do topo a base, da base ao topo, quem é tão alguém que não precisará de ninguém?
Verso 2:
Estás na classe baixa e tens baixas condições?
Está difícil aumentar as habilitações?
Casas de emprego com fechados portões!
Necessidades longe de coincidir com os tostões!
Já não há sonhos, só alucinações?
Sentes-te solitário no meio de multidões?
Suportas humilhações? Sociais exclusões?
Desleais divisões com regalia a Sultões?
Não deprima, cultiva a auto-estima
Dinâmica é a natureza com variação de clima
E onde há vida, há esperança, respira bastante ar porque o fôlego de vida termina
Correr por gosto gera um físico cansaço
Não justifique os fracassos, levanta-te e marque passos
A frase seguinte sabedoria contém
Aprendi com a Rossana e partilho convosco também!
Refrão: 2x
Diz-me: Do topo a base, da base ao topo, quem é tão alguém que nunca precisou de ninguém?
Diz-me: Do topo a base, da base ao topo, quem é tão alguém que não precisará de ninguém?

Nenhum comentário